Última hora

Última hora

General Motors afasta director-geral

Em leitura:

General Motors afasta director-geral

Tamanho do texto Aa Aa

Mudança de cadeiras na General Motors. O Conselho de Administração do gigante automóvel anunciou a demissão do director-geral Fritz Henderson.

O executivo tinha sido promovido há oito meses para implementar reformas que evitassem o colapso do construtor e como parte de uma restruturação forçada pela administração de Obama. O governo norte-americano detém uma posição maioritária na empresa. O cargo será ocupado a título interino por Ed Whitacre. “O momento tem vindo a adivinhar-se nos últimos meses na nossa companhia, mas todos concordámos que é necessário avançar com algumas mudanças. Para esse efeito eu assumi o papel de director-geral enquanto procuramos um novo presidente e a procura a começa imediatamente”, disse. O grupo de Detroit não desvendou os motivos que levaram ao afastamento de Henderson que entrou para o lugar depois de a empresa ter entrado na bancarrota em Julho passado. A GM tenta entretanto encontrar um comprador para a Saab até ao fim do mês. Caso não o consiga, o fabricante sueco poderá ter de fechar as portas e despedir os seus 8000 trabalhadores. Cinquenta por cento das acções da Saab foram adquiridos em 1990 por 700 milhões de dólares pela General Motors, que em 2000 assumiu o restante das dívidas da empresa. Mas a marca sueca tem perdido dinheiro de forma consistente ao longo das duas últimas décadas.