Última hora

Última hora

GM despede CEO

Em leitura:

GM despede CEO

Tamanho do texto Aa Aa

A General Motors procura um novo Director-Geral Executivo. A carreira de Fritz Henderson como Chief Executive Officer (CEO) do construtor automóvel americano durou apenas oito meses. O conselho de administração considerou que Henderson, apesar duma carreira de 25 anos na GM, não fez o suficiente para melhorar as finanças do grupo e mudar a sua cultura.

O presidente do conselho de administração, Ed Whitacre, que assume a função interinamente, assegurou “aos empregados, aos agentes, aos fornececedores, aos sindicatos e aos clientes” que as operações iriam continuar “normalmente.” Os problemas da reestruturação da General Motors, assim como os avanços e recuos em negócios como os da Opel e da Saab, ditaram a demissão de Henderson. A administração busca agora um homem fora do meio de Detroit para relançar a empresa. Entretanto, surgem notícias de novos interessados na marca sueca Saab. O pequeno construtor holandês de carros de luxo Skyper poderá avançar para o negócio caso encontre um parceiro financeiro. É que as suas contas também se encontram no vermelho.