Última hora

Última hora

NATO apoia nova estratégia americana e promete esforços

Em leitura:

NATO apoia nova estratégia americana e promete esforços

Tamanho do texto Aa Aa

A NATO respondeu à nova estratégia do presidente Barack Obama, no reforço do contingente militar para o Afeganistão.

Os mais de vinte países que participam na missão militar que encabeçam a Aliança Atlântica anunciaram que aumentarão as tropas ou estão dispostos a fazê-lo nos próximos meses. Os compromissos firmados ultrapassam os cinco mil soldados, segundo foi anunciado no final do primeiro dia da reunião de ministros de Negócios Estrangeiros da NATO. “Posso confirmar que temos neste momento 20 países que vão indicar ou já indicaram, o número de tropas que vão enviar para o Afeganistão” disse o porta-voz da NATO, James Appathurai. Washington pediu e a Aliança Atlântica espondeu. O Reino Unido foi o primeiro a admitir o envio de mais homens, entre os vários membros Portugal decidiu-se pelo envio de mais 150 militares, previsto para Janeiro. Quando uns se preparam para entrar outros revelam a intenção de terminar o trabalho. É o caso da Holanda e Canadá que pensam retirar-se em 2010 e 2011, respectivamente. A intenção da NATO é que durante 2010 se possa começar a transferir as tarefas de segurança para as autoridades afegãs em alguns distritos do país, em função do evoluir da situação.