Última hora

Última hora

Somália: ataque mata três ministros

Em leitura:

Somália: ataque mata três ministros

Tamanho do texto Aa Aa

Estas são as imagens que antecedem o ataque suicida, desta quinta-feira, em Mogadíscio.

Uma sala repleta de professores, estudantes e representantes do governo para uma cerimónia de fim de curso da Universidade Benadir. A explosão provocou vários feridos e cerca de duas dezenas de mortos, entre eles elementos do governo de transição apoiado pelas Nações Unidas. O ataque ocorreu num hotel da capital da Somália durante a cerimónia à qual assistiam os ministro da Saúde, do Ensino Superior e da Educação. A morte destes responsáveis foi, entretanto, confirmada pelas autoridades locais. De acordo com as últimas informações ministro do Desporto encontra-se ferido. As autoridades suspeitam do grupo extremista al-Shabaab, autor do atentado suicida que em Junho provocou a morte a 30 pessoas, entre eles a do ministro da Segurança. O Governo somali diz que o al-Shabaab conta com centenas de combatentes. Os Estados Unidos acusam o grupo de actuar como representante da al-Qaida no país. O conflito armado na Somália provocou desde 2007, cerca de 19 mil mortos e é responsável por uma das maiores crises humanitárias mundiais.