Última hora

Última hora

Três ministros mortos em atentado na capital da Somália

Em leitura:

Três ministros mortos em atentado na capital da Somália

Tamanho do texto Aa Aa

Um atentado bombista em Mogadíscio fez pelo menos quinze mortos, entre os quais três elementos do governo de transição apoiado pelas Nações Unidas.

A explosão ocorreu num hotel da capital da Somália durante uma cerimónia de fim de curso que reunia 40 estudantes e à qual assistiam os ministro da Saúde, do Ensino Superior e da Educação, que perderam a vida no ataque. As autoridades suspeitaram imediatamente do grupo extremista al-Shabaab, que em Junho matou o ministro da Segurança e outras 30 pessoas num atentado suicida no centro do país. A acção de hoje é a mais mortífera desde que, a 17 de Setembro, os insurgentes atacaram uma base militar da União Africana com duas viaturas armadilhadas, matando 17 soldados. O governo somali diz que o al-Shabaab conta com centenas de combatentes e os Estados Unidos acusam o grupo de actuar como representante da al-Qaida no país. O conflito armado na Somália fez pelo menos 19 mil mortos desde 2007 e é responsável por uma das piores crises humanitárias a nível mundial.