Última hora

Última hora

Desemprego bate recordes na Califórnia

Em leitura:

Desemprego bate recordes na Califórnia

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, em 27 anos, a taxa de desemprego nos Estados Unidos ultrapassou os 10 por cento.

Uma realidade que está a preocupar a sociedade, atingindo já aqueles que se julgavam imunes a estes fenómenos e que tinham rendimentos anuais superior a 100 mil dolares. A Califórnia é um dos estados mais afectados, com uma taxa de 12.5 por cento. Por isso, a luta pelo emprego já não tem regras. “Se alguém ficar desempregado na minha situação, comparam-no com os que nunca frequentaram uma universidade, pessoas sem experiência e muito mais novas. Querem me pagar o mesmo que lhes pagam. Se ao menos esse salário valesse a pena…”, diz um homem, à procura de trabalho. Uma jovem acrescenta que também esta a perder a qualidade do emprego: “Eu provavelmente candidatei-me a mais de 20 lugares e um ou outro sugerem-me trabalho a prazo ou tarefas isoladas. Mas isso para mim não é um emprego”. Em 15 grandes cidades, a taxa de desemprego é de 15 por cento e, nove delas, são do Estado da Califónia. Às vezes, há esperança que rapidamente dá lugar è decepção. Os sinais de retoma são ainda modestos e a economia opta pela prudência. E para muitos americanos, perder o emprego significa perder a casa.