Última hora

Última hora

Traficantes escravizavam mais de cem pessoas

Em leitura:

Traficantes escravizavam mais de cem pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Escravidão, maus tratos, abusos sexuais e sequestro foi o calvário vivido por uma centena de pessoas vítimas de um grupo criminoso que operava em 12 estados do México.

A polícia conseguiu o desmantelamento da rede que explorava ao todo 107 pessoas com idades entre os 14 e os 70 anos. Miguel Angel Mancera, magistrado encarregue do processo, explica que “as vítimas viviam em condições desumanas e insalubres e recebiam maus tratos incluindo sevícias sexuais. Algumas foram hospitalizadas com sintomas de má nutriçãoe desideratação. As investigações começaram no dia 2 de setembro, após a denúncia feita por uma vítima que foi resgatada pela família. Esta declarou ter visto durante o cativeiro quase 300 pessoas escravizadas no local, algumas durante seis meses. Os sequestrados, a maioria indígenas, eram forçados a trabalhar 16 horas diárias na fabricação de bolsas para lojas, recebiam apenas restos de comida e dormiam acorrentados, muitos no chão. As vítimas foram encontradas num local apresentado como centro de reabilitação para alcoólicos e toxicodependentes, um espaço sem condições de habitabilidade e com janelas gradeadas.