Última hora

Última hora

Haminatou Haidar: o rosto do conflito diplomático entre Marrocos e Espanha

Em leitura:

Haminatou Haidar: o rosto do conflito diplomático entre Marrocos e Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Agudiza-se o conflito diplomático entre Marrocos e Espanha por causa de Haminatou Haidar.

A activista dos Direitos Humanos do Saara Ocidental esteve em greve de fome durante 19 dias no aeroporto de Lanzarote, nas Canárias – tudo porque queria voltar a casa, no Saara Ociental, e foi impedida pelas autoridades marroquinas, que lhe confiscaram o passaporte. A greve de fome terminou esta sexta-feira, depois de lhe ter sido prometido um salvo-conduto para entrar no país. A activista chegou mesmo a embarcar num avião especial devido ao seu debilitado estado de saúde. Mas a viagem não se concretizou. Marrocos mudou de posição sem justificar. Haminatou Haidar declarou: “A minha dignidade está acima de tudo. Se enquanto mãe penso nos meus filhos, prefiro que eles vivam sem mãe, mas nunca sem dignidade”. O Saara Ocidental, ex-colónia espanhola, foi anexada por Marrocos nos anos 70. Desde então a Frente Polisário reclama a independência da região. A história de Haminatou Haidar começou no dia 13 de Novembro, quando regressava de Nova Iorque onde recebeu o prémio Direitos Humanos da Fundação Robert Kennedy. Ao não poder entrar em Marrocos, ficou no aeroporto de Lanzarote.