Última hora

Última hora

Rússia: Medvedev quer penas severas contra responsáveis da discoteca

Em leitura:

Rússia: Medvedev quer penas severas contra responsáveis da discoteca

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia continua em estado de choque depois do incêndio que matou mais de 100 pessoas numa discoteca em Perm. Centenas de velas e cravos vermelhos foram colocados no local do acidente, em memória das vítimas.

Há mais de 130 feridos, a maior parte em estado grave, transferidos para hospitais de Moscovo. De acordo com os médicos, muitas pessoas têm queimaduras em mais de 60% do corpo e outras são mantidas em vida através de respiradores artificiais. A tragédia ficou registada em imagens, que testemunham o pânico vivido pelas mais de 200 pessoas que se precipitaram para a porta de saída. De acordo com as autoridades locais, o acidente terá sido provocado pela manipulação indevida de material pirotécnico. O presidente russo reclamou penas severas contra os responsáveis desta discoteca, que já tinha tido duas multas por não cumprir as regras de segurança contra os riscos de incêndio. Cinco pessoas, incluindo o proprietário, já foram chamadas a depor. Dmitri Medvedev decretou dia de luto nacional para esta segunda-feira. Trata-se do incêndio mais mortífero dos últimos anos na Rússia e o mais grave numa discoteca desde 2004, quando morreram 200 pessoas em Buenos Aires.