Última hora

Última hora

Questões técnicas dominam segundo dia da cimeira de Copenhaga

Em leitura:

Questões técnicas dominam segundo dia da cimeira de Copenhaga

Tamanho do texto Aa Aa

Segundo dia de debate sobre o Clima em Copenhaga. Os representantes dos 193 países discutem hoje questões técnicas, como a luta contra a deflorestação, o financiamento da adaptação às alterações climáticas ou os mecanismos de verificação dos compromissos que deverão ser assumidos pelas diferentes nações.

A Organização Meteorológica Mundial aproveitou para deixar um aviso: o decénio 2000-2009 deverá ser “o mais quente desde que há registo”. O responsável das Nações Unidas para as Alterações Climáticas explicou que “os negociadores têm seis dias até à chegada dos ministros, que terão depois dois dias antes da chegada dos chefes de Estado e de governo”. Yvo de Boer sublinhou que é necessário “fazer o trabalho de base na primeira semana, garantir que as fundações estão bem assentes e que deixamos claro aquilo que precisa de ser feito em termo de adaptação, atenuação [de divergências], tecnologia, finanças, capacidades construtivas e florestas, para assegurar que as acções começam assim que termine a conferência de Copenhaga”. Um grupo de ambientalistas aproveitou o dia de hoje para protestar contra o que classifica de efeito negativo dos “lobbies” do petróleo, do carvão, da aviação e da indústria química nas negociações do Clima.