Última hora

Última hora

Países insulares querem limitar aumento da temperatura a 1,5 graus Celsius

Em leitura:

Países insulares querem limitar aumento da temperatura a 1,5 graus Celsius

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto nas ruas de Copenhaga, os manifestantes tentam pressionar os líderes mundiais para salvar o planeta, começam a esboçar-se algumas linhas de um acordo.

Um primeiro projecto oficial sobre as mudanças climáticas pretende limitar a subida da temperatura média do planeta aos 1,5 ou 2 graus Celsius.

Até agora, em cima da mesa estava uma meta de 2 graus, defendida pelos países ricos. Mas a Aliança dos Estados Insulares e uma centena de países em vias de desenvolvimento pedem que o aumento da temperatura seja limitado aos 1,5 graus Celsius para evitar o seu desaparecimento do mapa devido à subida do nível das águas do mar. Uma meta difícil de alcançar, já que corresponde a uma redução das emissões de gases com efeito de estufa de 85% até 2050.

O documento de sete páginas fala ainda num prolongamento do Protocolo de Quioto, de 2013 a 2020. Os Estados Unidos, que não ratificaram o Tratado, passariam a ser integrados em anexo.