Última hora

Em leitura:

Venezuela e Cuba assinam contratos comerciais no valor de dois mil milhões de euros


mundo

Venezuela e Cuba assinam contratos comerciais no valor de dois mil milhões de euros

Venezuela e Cuba reforçam laços comerciais. Hugo Chavez e Raul Castro assinaram contratos num valor de dois mil milhões de euros, este sábado, em Havana.

Foi também concluído um acordo para que em Janeiro se efectue a primeira transacção comercial com o “sucre”, futura moeda única criada para substituir o dólar entre os países membros da ALBA, a Aliança Bolivariana para as Américas. No final da reunião preparatória da Cimeira da ALBA, que decorre hoje e amanhã, o presidente da Venezuela afirmou ter-se encontrado com Fidel Castro. Segundo Hugo Chavez, o líder da Revolução Cubana considerou que “se a revolução bolivariana falhar ou cair, todo o continente voltará para as mãos do império Yankee.” Havana e Caracas assinaram 264 acordos nas áreas da saúde, educação, transportes e energias. Em troca da compra de petróleo em condições preferenciais, Cuba vai continuar a fornecer à Venezuela milhares de médicos e professores. Para a cimeira do bloco antiliberal, foram convocados todos os países membros. Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador, Nicarágua, Honduras e três ilhas das Caraíbas vão abordar a crise das Honduras e as tensões com a Colômbia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Haneke: realizador europeu do ano