Última hora

Última hora

Activistas russos celebram 20 anos da morte de Sakharov

Em leitura:

Activistas russos celebram 20 anos da morte de Sakharov

Tamanho do texto Aa Aa

Várias dezenas de militantes defensores dos direitos humanos fizeram questão de marcar presença junto à residência de Andrei Sakharov, em Moscovo.

Na origem da pequena manifestação de perto de 30 pessoas está o vigésimo aniversário da morte do físico e defensor dos direitos humanos russo que deu nome ao prémio atribuído pelo Parlamento Europeu.

O activista Serguei Kovalev refere que “de certa maneira, ele era como uma pedra no sapato para muitos regimes. A nossa falha é não conseguirmos fazer com que as autoridades sintam essa pedra no sapato de forma permanente.”

Este ano, o Parlamento Europeu atribuiu o Prémio Sakharov à organização russa de defensa dos direitos humanos Memorial.

O prémio de 50.000 euros vai ser entregue na quarta-feira numa cerimónia no hemiciclo de Estrasburgo a Lyudmila Alexeyeva, a Oleg Orlov e a Serguei Kovalev em nome da organização fundada em 1989.

Natalia Estemirova, raptada e assassinada na Chechénia, em Julho, era membro da Memorial.