Última hora

Última hora

Senado vota lei da saúde

Em leitura:

Senado vota lei da saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Foi em regime de horas extraordinárias que o Senado norte-americano aprovou mais uma etapa do sistema de saúde, proposto pelo presidente Obama.

A votação terminou já na madrugada desta segunda-feira. O objectivo era travar as manobras dos republicanos que pretendiam impedir a entrada em vigor da lei, antes do Natal.

Foram 60 votos democratas que permitiram a aprovaçao da lei.

Depois de anunciados os resultados, os senadores republicanos abandonaram ostensivamente o hemiciclo.

O democrata Tom Harkin considerou que este resultado é “a melhor prenda de Natal que o Senado podia dar ao povo americano”.

Foi a primeira de três etapas para que a lei que estende os serviços de saúde a toda a população entre em vigor.

Na terça-feira de manhã, está prevista nova votação. A última acontecerá, na quarta-feira à tarde.

Espera-se que os democratas vençam estes dois escrutínios, o que significa que a lei será definitivamente promulgada na quinta-feira de manhã.

Ben Nelson, o senador democrata hesitante, já anunciou que votará favoravelmente.