Última hora

Em leitura:

Air Comet deixa passageiros em terra


Espanha

Air Comet deixa passageiros em terra

O colapso financeiro da transportadora aérea espanhola Air Comet deixou centenas de pessoas em terra que protestaram, no aeroporto medrileno de Barajas.

São imigrantes peruanos em Espanha que queriam passar o Natal no seu país.

A Air Comet, propriedade de Dias Ferran, presidente da confereçao patronal espanhola, precipitou-se para a falência,depois de um tribunal londrino ter aceite uma acção de arresto da frota.

A acção foi interposta pelo Nord Bank alemão, financiador dos leasings com que tinham sido adquiridos os 18 aviões da companhia.

Quem pagou o bilhete, não se conforma:

“Estamos aqui desde ontem. Pode ver o nosso cansaço, a nossa revolta, o nosso desamparo”.

A decisão do tribunal é de 18 de Dezembro. Mas a companhia continuou a agir, como se nada se passasse. Isso irritou os passageiros:

“Venderam-me o bilhete há três dias. Isto é uma vigarice, uma clara vigarice”.

O Ministério dos Transporte deu um prazo de 12 horas à companhia, para apresentar uma alternativa aos passageiros.

Como isso não aconteceu,o Governo accionou a Agência para a Segurança Aérea, no sentido de garantir os direitos dos passageiros, o que implica a cessação da licença de voo.

É mais uma empresa a fechar, deixando 640 trabalhadores no desemprego.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

O mau tempo continua a provocar estragos