Última hora

Última hora

falência da Air Comet deixa passageiros em terra

Em leitura:

falência da Air Comet deixa passageiros em terra

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 200 passageiros da Air Comet manifestaram-se, esta terça-feira, no Aeroporto madrileno de Barajas, contra o cancelamento dos voos para o Perú.

Pagaram os respectivos bilhetes, chegaram ontem ao aeroporto e, pouco depois, foram confrontados com o enceramento desta transportadora espanhola e o consequente cancelamento de todos os voos.

“Nós não temos qualquer tipo de defesa.Não nos foi dito nada, as autoridades não falaram connosco nem ninguém da companhia. Queriamos que nos dissessem o que devemos fazer”, disse um passageiro.

Esta companhia voava para a América Latina, transportando diariamenmte 1500 passageiros. Era propriedade de Diaz Ferrand, o lider da confederação patronal espanhola, acusado por um dirigente sindical, de ter enganado toda a gente:

“Enganaram toda a agente, sindicatos, trabalhadores e Governo”.

Foram os trabalhadores despedidos que deram as más notícias aos passageiros, na maioria imigrantes que queria passar o Natal, nos seus países de origem.

Seicentos e quarenta trabalhadores que ficam no desemprego, com o encerramento da companhia.