Última hora

Última hora

Paquistão: segurança máxima para os jornalistas

Em leitura:

Paquistão: segurança máxima para os jornalistas

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades paquistanesas decidiram reforçar a segurança dos jornalistas em todo o país, um dia depois do ataque suicida ao clube de imprensa de Peshawar, que matou três pessoas e feriu dezenas.

O ministro do interior reconheceu, quarta-feira, haver uma nova forma de ataques terroristas que constitui uma séria ameaça. Os postos de controlo nas ruas e os guardas à entrada dos edifícios públicos têm-se revelado insuficientes.

“Que tipo de segurança é esta? Os bombistas estão a entrar calmamente nas mesquitas. Os bombistas suicidas andam livremente nas ruas. Qual é a utilidade desta segurança? Por que não dar-lhes carta-branca? Da maneira que isto está, eles vão matar quem quiserem, onde quiserem”, afirma Zaheer-Ud-Din Babar, residente em Peshawar.

O clube de imprensa divulgou o vídeo do ataque. Um terrorista fez-se explodir à porta do edifício quando um guarda o tentava impedir de entrar.