Última hora

Última hora

Turquia reprime simpatizantes curdos

Em leitura:

Turquia reprime simpatizantes curdos

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta o número de detidos e identificados pela polícia turca, numa extensa operação contra simpataizantes da causa curda.

Uma primeira informação falava de 31 pessoas, mas esse número já foi actualizado. Serão agora 43, embora outras fontes falem de 60 e 80 detidos, ou interceptados para identificação.

No princípio, os alvos eram os membros do Partido dos Trabalhadores Curdos, a principal força independentista do Curdistão.

Depois, foram detidos membros do Partido para a Sociedade Democrática (DTP) recentemente ilegalizado, pelo Tribunal Constitucional, por colaboração com os independentistas curdos.

Esta decisão já foi criticada pelo Primeiro-Ministro.

Tayip Erdogan acusou o Tribunal Constiticional de ter desferido um golpe nas aspirações turcas de adesão à União Europeia.

As sedes dos partidos também foram visadas pelas acção policial. Primeiro, foi o Partido para a Sociedade Democrática.

Mais tarde, foram visitadas as instalações do Partido da Paz e Democracia, formado depois da ilegalização do DTP.

A polícia suspeita que se tata de uma organização de palha, que integra os membros do ilegalizado DTP.