Última hora

Última hora

Suspeito nigeriano já foi identificado

Em leitura:

Suspeito nigeriano já foi identificado

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades norte-americanas estão a investigar as possíveis ligações à rede Al-Qaeda de um nigeriano que teria alegadamente tentado deflagrar um engenho explosivo num vôo entre Amesterdão e a cidade norte-americana de Detroit.

O responsável acabaria por ser neutralizado pela tripulação e passageiros tendo sofrido queimaduras graves.

Em Londres a polícia britânica está igualmente a investigar várias pistas que sugerem que o suspeito pode ter passado algum tempo a estudar na capital britânica.

Sally Leivesley é uma consultora britânica sobre actividades anti-terroristas. Ela afirma que a segurança nos aeroportos é muito importante porque engenhos como aquele transportado pelo suspeito nigeriano podem acabar por não ser detectados pelo controlo. Segundo Sally Leivesley estão a considerar a possibilidade de fazer controlo de odores. A questão principal, segundo ela, é que os detectores de metais podem não revelar o que as pessoas estão a transportar nos seus corpos.

Funcionários norte-americanos identificaram o suspeito como sendo Umar Farouk Abdul Mutallab, 23 anos de idade e filho de um conhecido banqueiro nigeriano. A sua identidade teria sido confirmada pelo irmão.

Abdul Mutallab estaria a viajar com um visto norte-americano.

Entretanto, a pedido dos Estados Unidos, a segurança nos aeroportos europeus já foi reforçada.