Última hora

Última hora

China anuncia execução de britânico por posse de droga

Em leitura:

China anuncia execução de britânico por posse de droga

Tamanho do texto Aa Aa

O cidadão britânico condenado à morte por tráfico de droga, na China, foi informado de que será executado amanhã.

A família afirma que Akmal Shaikh sofre de doença mental e desconhecia estar na posse de quatro quilos de heroína quando foi detido em 2007.

A sentença foi confirmada a 21 de Dezembro pelo tribunal supremo chinês.

O primo do condenado, Sohail Shaikh, afirma que Akmal não tem cadastro e pede clemência às autoridades chinesas para que uma “família desesperada possa voltar a reunir-se”.

Caso Pequim não volte atrás, Akmal, que tem 53 anos e três filhos, será o primeiro cidadão da União Europeia a ser executado na China nos últimos cinquenta anos.

O ministro do Interior britânico, Alan Johnson, afirma que o governo tem feito o máximo para resolver o problema e pede a Pequim para ser clemente, de acordo com a lei chinesa, permitindo que a pessoa possa viver”

Akmal encontra-se actualmente hospitalizado. A família teme que o seu estado mental se tenha deteriorado.

A organização humanitária Reprieve que facultou vistos à família do condenado lembra que já por várias vezes a justiça chinesa voltou atrás em casos de pena de morte.