Última hora

Em leitura:

Britânico Akmal Shaikh executado na China


China

Britânico Akmal Shaikh executado na China

Akmal Shaikh foi executado esta madrugada na China. Não houve indulto de última hora, apesar da intervenção do governo britânico.

O homem de 53 anos foi condenado por Pequim à pena capital, por tráfico de droga. Shaikh foi detido em Setembro de 2007, na posse de uma mala com quatro quilos de heroína.

Mas os familiares sempre defenderam que Akmal Sheikh sofria de problemas mentais e alegaram que um grupo de traficantes se aproveitou da sua vulnerabilidade para o convencer a transportar a droga, prometendo fazer dele uma estrela pop na China.

Sheikh disse aos juízes desconhecer o conteúdo da mala.

De acordo com os advogados, o britânico é o primeiro cidadão de um país da União Europeia a ser executado na China, nos últimos 50 anos.

De acordo com a Aministia Internacional, mais de 1700 pessoas foram executadas no ano passado na China.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Obama promete usar todos os meios contra terroristas