Última hora

Última hora

Irão reforça repressão

Em leitura:

Irão reforça repressão

Tamanho do texto Aa Aa

Perante a multiplicação dos protestos, o regime iraniano cerra fileiras.

Após as manifestações do último fim-de-semana que causaram a morte a oito pessoas, os apoiantes do governo saíram à rua em Teerão e Ispaão para criticar os contestários.

Destacadas figuras ligadas ao poder exigem medidas duras face aos opositores ao regime.

O presidente do parlamento Ali Larijani exorta a polícia a prender todos os conspiradores e diz que a justiça deve condená-los aos castigos máximos.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão deixa um recado ao Reino Unido.

Mottaki ameaça os britânicos com um murro na boca caso não parem de fazer comentários absurdos.

Com a comunicação social proibida de sair à rua, as imagens da revolta chegam através de vídeos amadores publicados na Internet.

As detenções multiplicam-se. Esta terça-feira, a polícia prendeu a irmã do prémio Nobel da Paz de 2003, a militante pelos direitos humanos Shirin Ebadi.