Última hora

Última hora

Holanda vai usar "scanners" corporais nos voos para os EUA

Em leitura:

Holanda vai usar "scanners" corporais nos voos para os EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O governo holandês declarou que todos os procedimentos de segurança foram cumpridos no mais recente ataque da al-Qaida e que em breve vão utilizar “scanners” corporais em todos os voos para os Estados Unidos.

A reacção surge na sequência do atentado falhado do dia de Natal do qual o nigeriano Omar Farouk Abdulmutall é acusado.

O jovem de 23 anos esteve em trânsito no aeroporto de Schipol em Amsterdão durante duas horas sem qualquer bagagem. Não se sabe se recebeu ajuda na Holanda.

A ministra do Interior, Guusje ter Hoorst, explicou a forma como a segurança actuou com Omar Farouk.

“O suspeito tinha um visto válido para os Estados Unidos. A lista de passageiros que nos tinha sido facultada não nos deu motivos para serem tomadas medidas especiais. De acordo com o protocolo, ficou na área de trânsito, passou plo detector de metais e nada de especial foi encontrado”, disse.

Dentro de três semanas, e a pedido Washington, a Holanda tenciona equipar este aeroporto – o único com voos para os Estados Unidos – com 15 scanners corporais.

Ao contrário dos detectores de metais, estes sistemas permitem visualizar o corpo das pessoas e eventuais objectos escondidos.

Os aparelhos estão programados para respeitar a intimidade das pessoas.