Última hora

Última hora

Alemães querem saúde e franceses desejam amor para 2010

Em leitura:

Alemães querem saúde e franceses desejam amor para 2010

Tamanho do texto Aa Aa

Vinte anos passado sobre a queda do Muro de Berlim, cerca de um milhão de alemães e turistas receberam 2010 com o tradicional fogo-de-artifício, na Porta de Brandeburgo. E para 2010, o que os berlinenses querem é saúde. “Espero continuar a ter saúde, farei tudo para continuar de boa saúde”, diz uma senhora.

Em Paris, onde a Torre Eiffel celebra uns respeitáveis 120 anos, é o amor que reina neste “réveillon” regado com champanhe. Um jovem, abraçado à sua companheira, diz desejar em 2010, “continuar a ser feliz” com a sua “chérie” e esperar que o amor que tenham um pelo outro, “seja partilhado por todo o mundo.”

Sessenta minutos depois, as tradicionais badaladas do Big Ben marcaram a entrada de Londres em 2010, à mesma hora que Lisboa. A capital inglesa celebrou o Novo Ano com um estrondoso espectáculo de fogo-de-artíficio que durou oito minutos.

Horas antes, foi Moscovo que se despediu de 2009 – também com fogo-de-artifício. Apesar do frio, muitos milhares de pessoas juntaram-se na Praça Vermelha para ouvir as doze badaladas da Torre de S. Nicolau, no Kremlin.