Última hora

Última hora

Familiares prestam homenagem a vítimas de tiroteio na Finlândia

Em leitura:

Familiares prestam homenagem a vítimas de tiroteio na Finlândia

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma passagem de ano com poucos motivos para festejar numa localidade dos arredores de Helsínquia onde um homem matou cinco pessoas antes de se suicidar.

As vítimas foram homenageadas por familiares e amigos numa cerimónia religiosa.

“A melhor amiga da minha irmã morreu, e a melhor amiga dela morreu neste incidente, é muito triste”, declarou Micaela Weckman, que esteve presente na cerimónia.

A tragédia ocorreu na localidade de Espoo, a 10 quilómetros da capital finlandesa.

Segundo a polícia, Ibrahim Shkupolli vestia-se de negro quando entrou num centro comercial e matou quatro empregados do supermercado onde trabalhava a ex-companheira. Ela que também foi assassinada, num apartamento próximo.

De origem albano-kosovar, o homicida tinha antecedentes criminais por maus tratos e estava impedido de se aproximar da antiga namorada, uma finlandesa de 42 anos.

Depois do tiroteio, o atirador pôs-se em fuga e acabaria por ser encontrado morto em casa, onde se terá suicidado.

Com pouco mais de cinco milhões de habitantes, a Finlândia é um país de caçadores e figura no top cinco das nações com maior número de armas entre a população civil.

O país também também é conhecido pelas altas taxas de suicídio, de consumo de álcool e pela violência doméstica.