Última hora

Última hora

Londres e Washington reforçam combate ao terrorismo na Península Arábica

Em leitura:

Londres e Washington reforçam combate ao terrorismo na Península Arábica

Tamanho do texto Aa Aa

A Grã-Bretanha e os Estados Unidos vão reforçar as acções de combate ao terrorismo no Iémen e na Somália.

Uma decisão anunciada na sequência do atentado suicida falhado contra um avião comercial americano no dia de Natal.

Londres e Washington deverão financiar uma unidade especial de polícia antiterrorista no Iémen. As duas administrações também anunciaram o encerramento das respectivas embaixadas no país por motivos de segurança.

No Sábado Barack Obama acusou um braço armado da Al-Qaeda na península arábica de ter treinado e equipado no Iémen o terrorista que falhou o ataque a bordo do avião da Northwest Airlines.

“Esta não é a primeira vez que este grupo nos visa. Em anos recentes, eles bombardearam instalações governamentais iemenitas e hotéis ocidentais, restaurantes e embaixadas -incluindo a nossa embaixada em 2008, matando um americano. Por isso, enquanto presidente, estabeleci a prioridade de fortalecer a nossa aliança com o Governo iemenita, treinando e equipando as suas forças, partilhando informação e trabalhando com eles para atingir os terroristas da Al-Qaeda”, disse.

A notícia do atentado falhado contra o avião norte-americano que transportava 300 passageiros surpreendeu Barack Obama em plena pausa natalícia.

O presidente norte-americano está a passar férias com a família no Havai, onde deverá ficar até esta segunda-feira.