Última hora

Última hora

Paris vende excedente de vacinas contra gripe A

Em leitura:

Paris vende excedente de vacinas contra gripe A

Tamanho do texto Aa Aa

“Nós bem tínhamos avisado”. É esta, em resumo, a posição da esquerda francesa, agora que o governo de Paris anunciou a venda dos excedentes de vacinas contra a gripe A H1N1.

A França comprou 94 milhões de doses, mas até agora só 5 milhões de pessoas foram vacinadas, no Hexágono.

Paris investiu, assim, mais de 800 mil milhões de euros, apostando numa vacinação com duas doses por pessoa, que afinal se verificou desnecessária.
A ministra da Saúde, Roselyne Bachelot, confirmou que a França vai, pois, vender os excedentes.
Qatar e Egipto são os primeiros compradores. A própria organização mundial de Saúde também vai adquirir uma parte do stock francês.

Em princípio, as vacinas vão ser vendidas ao preço de compra. Mas os socialistas, na oposição, pedem agora uma comissão de inquérito sobre a gestão que o governo fez da crise gripal.

A França não é o único país a revender as suas vacinas. A Alemanha e a Holanda já estão em negociações para venderem uma parte dos stocks e a Grã-Bretanha e a Itália estão a estudar a mesma hipótese.