Última hora

Última hora

Airbus ameaça desistir do A400M

Em leitura:

Airbus ameaça desistir do A400M

Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus ameaça abandonar o A400M se os governos europeus não a ajudarem a pagar o aumento dos custos da produção.

De acordo com um porta-voz da Airbus, a construtora quer chegar a um acordo com os sete países-clientes até ao final do mês. Se abandonar o novo avião militar, os recursos podem ser transferidos para o A350, um avião destinado a fazer frente ao Boeing 787, conhecido como Dreamliner.

O ministério alemão da Defesa já reagiu, mostrando a intenção de querer continuar o programa. Mas até agora a Alemanha recusou qualquer concessão sobre o preço unitário do avião, proposto pela construtora.

Os custos não previstos no orçamento devem ultrapassar os dois mil milhões de euros este ano e estima-se que no total o projecto custe mais onze mil milhões do que o esperado.

O A400M é um avião propulsionado por quatro motores a hélice, com capacidade para transportar até 37 toneladas de material e veículos militares. Tem uma autonomia de mais de seis mil quilómetros e é capaz de aterrar em qualquer tipo de terreno.

Um gigante dos ares fragilizado pelos sucessivos atrasos na construção. O projecto foi lançado em 2003 e as primeiras entregas estão previstas para 2012.