Última hora

Última hora

Álcool e amor na origem de psicose terrorista nos aviões

Em leitura:

Álcool e amor na origem de psicose terrorista nos aviões

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a psicose terrorista nos aviões e aeroportos. Em Londres, três homens estão em prisão preventiva, suspeitos de atentado à bomba. Aparentemente ébrios, terão proferido “ameaças verbais” contra o pessoal de cabine, no voo da Emirates com destino ao Dubai.

Nos Estados Unidos, um avião que ligava Atlanta a São Francisco foi desviado de urgência para o aeroporto de Colorado Springs, escortado por dois caças F-16. Um homem, igualmente alcoolizado, terá saído da casa-de-banho do aparelho empunhando uma lâmina de barbear. O homem foi detido mas, para segundo um passageiro do mesmo voo, era apenas “uma pessoa desordeira, que saiu da casa-de-banho sem sapatos nem peúgas e com uma lâmina de barba e toda a gente entrou em pânico.” Para uma passageiro, a situação foi vivida com mais angústia: “Fiquei muito inqueta. Tenho medo de aviões e há uns 10 anos que não apanhava um. E logo tinha de me acontecer isto!”

Quanto ao estudante chinês, que, no domingo passado, provocou a evacuação e o encerramento temporário do aeroporto nova-iorquino de Newak, foi colocado sob prisão domiciliária. Na próxima semana vai a tribunal, acusado de “comportamento provocador e entrada ilegal numa zona de segurança.” O jovem terá passado os cordões para beijar a namorada, com a qual saiu depois do aeroporto.