Última hora

Última hora

Nigeriano acusado de atentado falhado contra avião da Northwest declara-se inocente

Em leitura:

Nigeriano acusado de atentado falhado contra avião da Northwest declara-se inocente

Tamanho do texto Aa Aa

O nigeriano Umar Abdulmutallab
declarou-se, esta sexta-feira, inocente das acusações de tentativa de ataque terrorista.

O homem que tentou fazer deflagrar um engenho explosivo no voo que ligava Amesterdão a Detroit na noite de Natal nega as acusações que podem levá-lo à prisão perpétua.

O jovem compareceu esta sexta-feira perante o juiz, em Detroit para ouvir as acusações de que é alvo.

Umar Abdulmutallab é acusado de seis crimes, entre eles tentativa de assassinato e de utilização de arma de destruição maciça.

Barack Obama garantiu que o país vai reforçar as defesas mas sem sucumbir à mentalidade de uma ‘América sitiada’, que sacrifica a sociedade aberta, as liberdades e os valores caros aos norte-americanos. E acrescentou que desenvolveram novos métodos de controlo e vigilância mas afirma que os seus adversários tentarão sempre contorná-las. Apesar disso o Presidente americano garante que nesta luta incessante para proteger os Estados Unidos, vão estar sempre um passo à frente de um adversário hábil.

Um inquérito preliminar, apresentado ontem, põe de lado qualquer possibilidade de falha ao nível da coordenação entre as polícias.

Mas Washington quer reforçar o controlo nos aeroportos, nacionais e estrangeiros, com mais scanners corporais e actualizando e tornando mais detalhadas as listas de passageiros suspeitos.

A utilização deste tipo de scanners está a criar polémica na União Europeia, alguns países não a vêm com bons olhos.