Última hora

Última hora

Cabinda: "Koweit de África"

Em leitura:

Cabinda: "Koweit de África"

Tamanho do texto Aa Aa

Trinta e cinco anos depois, a FLEC-FAC, que muitos consideravam moribunda, fez questão de mostrar ao mundo que ainda existe. Após o 25 de Abril, o enclave de Cabinda foi considerado parte integrante do território de Angola, num tratado que ignorou as aspirações separatistas da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda-Forças Armadas de Cabinda.

O pequeno território 7823 km2 e 600 mil habitantes é considerado o “Koweit de África”. Cabinda produz mais de metade dos dois milhões de barris de petróleo que Angola extrai diariamente.

Os rendimentos do “ouro negro” representam 90% das receitas de exportação do país. Desde o cessar-fogo acordado entre Luanda e a FLEC-FAC, em 2006, o governo angolano reinveste no enclave 10% dos rendimentos do petróleo extraído das águas ao largo de Cabinda.