Última hora

Última hora

Governo espanhol diz que "sabe o que a ETA está a preparar"

Em leitura:

Governo espanhol diz que "sabe o que a ETA está a preparar"

Tamanho do texto Aa Aa

A detenção de quatro presumíveis etarras em menos de dois dias prova que a Espanha sabe o que a ETA anda a preparar, diz o governo de Madrid.

Uma camioneta de matrícula francesa, carregada de explosivos, foi interceptada na noite de sábado para domingo, em Bermillo de Sayago, perto da fronteira com Portugal. O veículo continha 10 quilos de pentrita – um explosivo muito potente -, armas e documentos.

O condutor, Garikoitz Garcia Arrieta, consegui escapar mas acabou por ser detido pela GNR, na Torre de Moncorvo. A mulher que seguia num outro carro também com matrícula francesa, Iratxe Yañes, foi, igualmente, detida em Portugal.

Estas detenções vêm dar razão à Espanha, que com a presidência da União, aumentou o nível de alerta para o grau 2, numa escala de quatro, por suspeitas de que a ETA preparava “uma acção espectacular”. “Sabemos o que a ETA está a preparar e o que se tem passado nestes últimos dias demonstra que, efectivamente, o sabemos”, afirma o ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba. “O inquérito deverá agora dar a conhecer a que operação estava destinada esta furgoneta. Mas o importante é que sabemos o que a ETA prepara e a ETA também sabe que estamos atentos.”

Sábado à tarde, tinha sido em Clermont Ferrand, no centro da França, que dois outros presumíveis membros da ETA foram detidos. A mulher, Eider Uruburu Zabaleta, e o homem, Iñaki Iribarren Galbete, foram detidos perto de um esconderijo de armas da ETA que as autoridades vigiavam. Em Agosto, já havia sido descobertos, 15 outros esconderijos da ETA, noutra região de França.

O ministro sublinhou ainda que “estas acções demonstram a eficácia da cooperação policial e judicial entre a Espanha, a França e Portugal”.