Última hora

Última hora

Segunda volta das presidenciais na Croácia

Em leitura:

Segunda volta das presidenciais na Croácia

Tamanho do texto Aa Aa

Os croatas regressaram esta manhã às urnas para eleger o presidente que vai liderar as discussôes para a adesão do país à União Europeia.

A segunda volta do sufrágio vai determinar quem será o sucessor de Stipe Mesic, impedido pela Constituição de se apresentar a um terceiro mandato.

A luta contra a crise económica e o combate à corrupção dominaram o debate de campanha entre os dois candidatos, ambos sociais-democratas.

A liderar as sondagens encontra-se Ivo Josipovic, o candidato oficial do partido social-democrata. O professor de Direito e compositor fez da luta contra a corrupção o seu principal cavalo de batalha. Uma das principais exigências de Bruxelas para que o país adira à União, o mais tardar em 2012.

O rival de Josipovic é um dissidente social-democrata, expulso do partido depois de ter recusado retirar a candidatura. Presidente da Câmara de Zagreb, Milan Bandic, não hesitou em apelar ao voto dos católicos e da população mais idosa acusando o adversário de ser “um comunista”.

O sufrágio é o terceiro na Croácia desde a independência e ocorre num momento em que a recessão ameaça as reformas económicas do governo.

Apesar dos ataques mútuos, os dois candidatos apoiam a adesão à União Europeia, depois do país ter aderido à NATO no ano passado.