Última hora

Última hora

Atentado mata cientista nuclear em Teerão

Em leitura:

Atentado mata cientista nuclear em Teerão

Tamanho do texto Aa Aa

Um professor de física nuclear da Universidade de Teerão morreu esta manhã, vítima da explosão de uma bomba.

O engenho foi detonado à distância e encontrava-se numa moto armadilhada junto à sua casa, no bairro de Gheytarieh, no norte da capital.

Segundo a agência de notícias do regime, Massoud Ali Mohammadi, 50 anos, era “um grande cientista nuclear do país.”

Os “media” estatais atribuíram a responsabilidade do atentado aos Estados Unidos e a Israel, a que chamaram de “potências arrogantes”. A acusação surge numa altura em que as relações entre o Irão e o Ocidente pioram de dia para dia.

O porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros declarou que há sinais de envolvimento norte-americano e israelita.

Mas segundo “sites” ligados à oposição, durante as eleições presidenciais de Junho, o professor assinou uma petição a favor de Mir Hossein Mussavi.

O atentado surge, igualmente, num contexto de grande contestação política e de repressão dos opositores ao regime, sete meses depois do escrutínio que reconduziu Mahmoud Ahmadinejad ao poder.