Última hora

Última hora

Angústia domina comunidade haitiana em França

Em leitura:

Angústia domina comunidade haitiana em França

Tamanho do texto Aa Aa

Os milhares de haitianos que vivem em França aguardam por notícias dos amigos e familiares apanhados de surpresa pelo violento sismo que abalou a ilha.

Na manhã desta quarta-feira, no aeroporto de Orly, em Paris, a angústia imperava entre os que esperavam os familiares provenientes de Port-au-Prince. Mas o voo que deveria ter feito escala na capital do Haiti, foi desviado para a Guadalupe.

“Falei com o meu marido ao telefone, ele disse-me que estava no aeroporto a fazer o ‘check-in’, mas depois a ligação caiu”, conta uma mulher.

“A minha irmã teve ferimentos na mão, ela protegeu-se com o casaco, mas não sei mais nada”, conta outra haitiana.

A preocupação domina o bairro de Paris onde vive uma grande parte da comunidade haitiana. As notícias são escassas e a comunicação telefónica é praticamente impossível.

“Tenho lá irmãos, irmãs e amigos, por isso toda a família está preocupada, enquanto aguardamos notícias que nos possam tranquilizar”, desabafa um cidadão.

Um outro acrescenta: “Falei com uma pessoa ao telefone, tive algumas informações sobre ela e disse-me que onde se encontra tudo está destruído e ela ficou na rua. Mas não tenho notícias de mais ninguém”.

De mãos atadas, os haitianos em Paris não podem fazer mais do que aguardar por melhores notícias.