Última hora

Última hora

Haiti: poderoso terremoto junto à capital terá feito elevado número de mortos

Em leitura:

Haiti: poderoso terremoto junto à capital terá feito elevado número de mortos

Tamanho do texto Aa Aa

O poderoso sismo de magnitude 7 na escala de Richter que atingiu o Haiti semeou a destruição na capital Port-au-Prince e nos arredores. O terremoto, seguido de duas fortes réplicas, terá feito um número elevado de mortos.

Apesar das difíceis comunicações com a ilha, várias testemunhas avançaram estimativas de entre várias centenas a milhares de vítimas.

O violento abalo, com epicentro a 15 quilómetros da capital, foi sentido na quase totalidade da vizinha República Dominicana e no Leste de Cuba, a 300 quilómetros.

O embaixador haitiano nos Estados Unidos disse que o país vai “precisar de tudo”, sublinhando que até a sede do Governo ficou “danificada. Houve também bairros-de-lata nas colinas à volta de Port-au-Prince que caíram como um castelo de cartas”.

Muitos edifícios ruiram ou ficaram parcialmente destruídos, entre os quais vários ministérios, a Catedral e o palácio presidencial. O presidente René Preval está a salvo.

Vários países já ofereceram ajuda à mais pobre nação das Américas, entre os quais a Venezuela, a República Dominicana e os Estados Unidos.

As Nações Unidas também já começaram a organizar a assistência ao Haiti. A sede da missão da ONU no país foi quase totalmente destruída pelo sismo e teme-se que muitos trabalhadores da organização estejam entre os escombros.

Um membro de uma organização humanitária norte-americana presente em Port-au-Prince fala num panorama de devastação total, com “milhares de pessoas nas ruas, sem terem para onde ir”.