Última hora

Última hora

Equipas de resgate já estão em Port-au-Prince

Em leitura:

Equipas de resgate já estão em Port-au-Prince

Tamanho do texto Aa Aa

A resposta internacional à tragédia de Port-au-Prince foi rápida e as equipas de resgate começam a chegar ao terreno. É uma corrida contra o tempo para encontrar sobreviventes.

A protecção civil francesa foi uma das primeiras equipas a aterrar na capital do Haiti. “Trouxemos equipamento pesado para escavar e também material de escuta. Temos equipamento cinotécnico e cães de busca. Temos médicos, enfermeiras e material médico”, diz um dos membros da equipa gaulesa.

A presidência espanhola da União Europeia convocou para esta segunda-feira uma reunião dos 27 para definir uma estratégia de coordenação global.

Madrid deu o exemplo. Espanha tem já uma equipa na capital do Haiti. Na bagagem, além de mantimentos, também têm muita esperança. “Muitos elementos da nossa equipa têm mais de 20 anos de experiência em busca e salvamento. De acordo com a nossa experiência, sabemos que é possível resgatar sobreviventes 10, 12 ou 14 dias após um terramoto”.

Muitos cidadãos estrangeiros afectados pelo sismo começam também a ser repatriados.