Última hora

Última hora

Equipas salvam grupo de vítimas nos escombros de um hotel em Porto Príncipe

Em leitura:

Equipas salvam grupo de vítimas nos escombros de um hotel em Porto Príncipe

Tamanho do texto Aa Aa

Intensificam-se as buscas por sobreviventes do terramoto no Haiti, à medida que as esperanças diminuem.

Numa corrida contra o tempo, as equipas de socorro internacionais vão conseguindo retirar algumas pessoas dos escombros.

Num hotel de luxo da capital, onde estão desaparecidas 200 pessoas, um grupo de hóspedes foi resgatado com vida depois de mais de 50 horas soterrado.

“Eu estava com outras cinco pessoas e todas estão vivas, mas duas delas têm as pernas partidas e as outras três tiveram ferimentos ligeiros. Nós pensávamos que não iríamos sair dali”, disse uma das sobreviventes.

No mesmo local, uma equipa de bombeiros espanhola conseguiu ainda salvar uma criança de dois anos que há mais de dois dias estava presa nos escombros.

Ainda na capital, na devastada sede das Nações Unidas, continuam desaparecidas 330 pessoas entre elementos da ONU e civis. A Organização confirma até ao momento 37 mortos alguns dos quais são polícias e militares.

Segundo os peritos, a taxa de sobrevivência neste tipo de catástrofe é de 80 por cento ao fim de um dia mas baixa drasticamente para 35 por cento no segundo dia.

Movidos pelo desespero, muitos sobreviventes tentam pelos seus próprios meios localizar familiares desaparecidos nas ruínas dos edifícios.

A ajuda exterior continua a chegar ao país com equipas de resgate militares e civis enviadas pela China, Estados Unidos e França. De Portugal também já partiu um C-130 da força-aérea carregado com ajuda humanitária e socorristas.