Última hora

Última hora

Togo enterra vítimas da selecção nacional

Em leitura:

Togo enterra vítimas da selecção nacional

Tamanho do texto Aa Aa

As duas vítimas da comitiva congolesa abatidas em Angola foram homenageadas com honras de Estado esta sexta-feira em Lomé.

Uma cerimónia fúnebre que contou com a presença do presidente togolês Faure Gnassingbé e do primeiro-ministro Gilbert Hougbo, bem como outros membros do Governo e da equipa nacional de futebol.

O treinador adjunto da selecção Abalo Ameleté e o assessor de imprensa Stanislas Ocloo morreram quando o autocarro da selecção de futebol do Togo foi atacado a tiros de metralhadora no dia 8 de Janeiro.

A comitiva tinha acabado de entrar em território angolano através de Cabinda, um enclave rico em petróleo situado entre a República Democrática do Congo e o Congo. A equipa ia participar na Taça da Nações Africanas.
O atentado, que também resultou na morte do motorista do veículo foi reivindicado pelo grupo dissidente da FLEC-FAC.