Última hora

Última hora

Porta-voz da UNICEF: "A prioridade é tratar das crianças"

Em leitura:

Porta-voz da UNICEF: "A prioridade é tratar das crianças"

Tamanho do texto Aa Aa

A UNICEF trabalha no Haiti desde 1949. A Euronews entrevistou Patrick McCormick, o porta-voz da organização das Nações Unidas que promove a defesa dos direitos das crianças:

euronews: “A informação que nos chega do Haiti sugere que a ajuda começa a circular e a chegar às mãos dos que mais precisam. Entre as vítimas mais vulneráveis estão as crianças. Recebemos a informação de que estão em curso operações para evacuar órfãos do Haiti para os Estados Unidos e para países europeus. Qual é a posição da Unicef sobre a questão?”

Patrick McCormick: “Em primeiro lugar essas informações não foram confirmadas. A nossa posição é clara. Estamos a tentar lidar com o desastre, as buscas e os salvamentos. Antes de mais, temos de procurar as crianças alimentá-las, tratar delas, saber de onde vêem. Esse registo é fundamental. Precisamos de saber se são mesmo órfãs, se estão apenas sozinhas e separadas dos pais. E só depois poderemos começar as operações de que fala”.

euronews: “É difícil ter dados precisos, dada a dimensão do desastre, sobre o número de mortos e de órfãos. Qual é a projecção da UNICEF?”

Patrick McCormick: “O Haiti já tinha muitos órfãos. É extremamente difícil dar um número. Talvez possamos falar em cem mil. Pode ser mais ou menos, mas os números são elevados numa pequena ilha com poucos habitantes.

euronews: “Como vai ser possível lidar com a situação?”

Patrick McCormick: “Vamos ter de lidar com a situação. É uma oportunidade para melhorar a vida dos órfãos, tanto dos que já existiam antes, como daqueles que ficaram órfãos depois do tremor de terra”.