Última hora

Última hora

Haiti: Milhares rumam ao interior do país

Em leitura:

Haiti: Milhares rumam ao interior do país

Tamanho do texto Aa Aa

400 mil desalojados vão ter um abrigo dentro de entre uma semana a dez dias. O governo haitiano anunciou, quinta-feira, a criação de novos acampamentos fora de Port-au-Prince. Na capital, centenas de milhares de casas ficaram destruídas com o sismo de 12 de Janeiro.

Dez dias depois, a população tenta rumar ao interior do país, em busca de comida, abrigo e segurança. Segundo as Nações Unidas, numa semana, cerca de mil pessoas foram levadas para um acampamento a quatro horas da capital.

Milhares de corpos continuam sob os escombros e as autoridades e a população temem as epidemias.
O governo haitiano estima que já foram enterradas 75 mil pessoas em valas comuns. O número de vítimas poderá chegar às 200 mil.

O porto da capital já reabriu, apesar da destruição de que foi alvo. Quinta-feira, foram descarregados 124 contentores de ajuda humanitária de navios holandeses, americanos e franceses. Milhares de haitianos esperam pela ajuda ou por uma oportunidade para embarcar e deixar Port-au-Prince para trás. A ministra da Segurança Interna norte-americana afirmou hoje que vai repatriar todos os imigrantes haitianos que cheguem de barco porque o país precisa de braços para a reconstrução.

A ajuda começou a chegar às zonas rurais. Ontem, em Mirebalais, a 40 quilómetros da capital, os helicópteros da marinha americana distribuíram os víveres, numa tentativa de ajudar as populações que ficaram isoladas.

Vinte navios norte-americanos estão ancorados ao largo da costa. Mais de treze mil soldados tentam assegurar a protecção dos pontos de distribuição de mantimentos e transportam os feridos graves.