Última hora

Última hora

Haitianos estão finalmente a receber ajuda

Em leitura:

Haitianos estão finalmente a receber ajuda

Tamanho do texto Aa Aa

A ajuda humanitária que tem sido canalizada para o Haiti começa pouco a pouco a chegar àqueles a quem é destinada – as vítimas do sismo, reunidas em centenas de campos de refugiados.

Na generalidade, a distribuição decorre de forma tranquila, mas têm sido registados alguns incidentes, sobretudo em locais onde, pela primeira vez em doze dias, chega comida, água ou medicamentos.

A tarefa das organizações humanitárias é gigantesca. Calcula-se que três milhões de pessoas não tenham acesso aos mais elementares meios de subsistência.

Como nesta praça central da cidade, milhares vivem ao relento à espera que lhes sejam distribuídos alimentos, tendas e cuidados médicos.

As equipas de socorro estão a abandonar o país, deixando lugar aos operadores de equipamento pesado para a remoção dos escombros.

No meio da desolação, a fé é o que faz muita gente sobreviver:
“Estou à espera de Jesus. Deus sabe o que fazer connosco”, afirma uma mulher.

Este domingo foi realizado, próximo do antigo palácio presidencial, um serviço religioso,
enquanto, aqui e ali ainda vão surgindo sinais que acalentam a esperança de quem procura familiares ou amigos.

Wismond Exantus Jean Pierre foi o último dos bafejados pela sorte no meio da tragédia. Esteve doze dias sob as ruínas do hotel Napoli Inn de onde acabou por ser retirado no sábado de manhã por um grupo de socorristas de vários países.

No total foram salvas dos escombros 133 pessoas. Os mortos confirmados ultrapassam já os 112 mil.