Última hora

Última hora

Chavez manda encerrar mais um canal de televisão

Em leitura:

Chavez manda encerrar mais um canal de televisão

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo venezuelano voltou a retirar do ar a cadeia de televisão RCTV.

O canal é acusado de não seguir as directivas governamentais que obrigam à transmissão dos discursos presidenciais.

Os funcionários da estação manifestaram-se contra a decisão junto às instalações do canal em Caracas.

A cadeia foi retirada da emissão de cabo juntamente com outros cinco canais que habitualmente criticam às políticas de Hugo Chavez.

Os trabalhadores revoltam-se contra os atentados à liberdade de expressão.

“Esta é uma denúncia que nós fazemos e, insisto, é cívica e democrática, um apelo poderoso contra o abuso de autoridade que observámos sistematicamente, muito perigoso para as liberdades públicas do nosso país”, disse um funcionário da RCTV.

Segundo algumas vozes, a retirada da televisão do ar coincide com um momento em que se levantavam demasiadas críticas à crescente inflação, e ao aumento da criminalidade na Venezuela.

O presidente Chavez do país desvaloriza. “Aqui existem alguns pequenos burgueses que se dão ao luxo de desafiar o Governo. Se eles não cumprirem as regras , nunca hão-de ter um estabelecimento. Nunca mais. A decisão é deles, não é nossa”, disse.

A RCTV já tinha sido excluída das emissões televisivas regulares gratuitas em 2007 quando Hugo Chavez lhes recusou revalidar a licença.

Na altura, o presidente acusou a estação de envolvimento num golpe para o derrubar ocorrido em 2002 e relegou o canal para a rede de cabo.