Última hora

Última hora

África pede à UE continuação da moratória sobre marfim

Em leitura:

África pede à UE continuação da moratória sobre marfim

Tamanho do texto Aa Aa

Os elefantes de África estão em perigo e 17 países africanos mobilizam-se contra os predadores. Os membros da Coligação para o Elefante africano vieram a Bruxelas pedir à União Europeia que mantenha a moratória de nove anos sobre a venda de marfim. O texto foi votado em 2007 na Convenção sobre as Espécies Ameaçadas de Extinção, CITES, mas Tanzânia e Zâmbia querem vender mais de cem toneladas de marfim.

Noah Weseka, ministro queniano da Floresta e Fauna, afirma: “Muitos membros da União Europeia estão do nosso lado mas estão silenciosos. Queremos que falem de forma clara e denunciem a caça furtiva em África, os impactos negativos das mudanças climáticas que estão a devastar os elefantes e outros animais selvagens. Que nos ajudem a preservar o elefante para as gerações futuras”.

A decisão sobre a venda do marfim será tomada numa reunião em meados de Março em Doha. Japão e China são os principais compradores.

A União Europeia está dividida sobre a moratória, mas os defensores do elefante avisam que autorizar a venda será dar luz verde aos caçadores furtivos.