Última hora

Última hora

Candidato da oposição no Sri Lanka impedido de votar

Em leitura:

Candidato da oposição no Sri Lanka impedido de votar

Tamanho do texto Aa Aa

No Sri Lanka está instalada a confusão em torno das eleições presidenciais.

O Presidente cessante foi filmado e fotografado a votar mas as secções de voto encerraram sem que o principal candidato da oposição conseguisse fazê-lo.

Sarath Fonseka foi impedido pelo governo de exercer o seu direito de voto. As explicações para esta decisão são pouco claras. Fala-se de um problema administrativo que levou a que o seu nome não constasse dos cadernos eleitorais.

O ex-chefe do Exército garante que se recenseou em 2008 mas, devido a esta situação o executivo vai questionar a legalidade da sua candidatura. Quer ver Fonseka fora da corrida eleitoral, um duelo de titãs, entre os dois homens que puseram fim à guerra no país.

As eleições desta terça-feira foram as primeiras para a Presidência do Sri Lanka depois de 25 anos de um conflito que terminou, em 2009, com a derrota da guerrilha separatista tâmil.

Nestas eleições Foram chamados a votar mais de 14 milhões de eleitores. Ao início da tarde, no sul do país, de maioria cingalesa, tinha votado cerca de 60 por cento da população. Já no norte, onde predomina a etnia tâmil, o número de votantes estava abaixo dos 30 por cento.