Última hora

Última hora

Avatar afunda Titanic

Em leitura:

Avatar afunda Titanic

Tamanho do texto Aa Aa

James Cameron destronou James Cameron. Avatar afundou o Titanic.

O mais recente filme do realizador canadiano, depois de surpreender tudo e todos com os efeitos especiais, tornou-se também recordista de bilheteira.

Titanic, galardoado com onze óscares em 1997, detinha a marca há mais de dez anos.

Tal como a personagem de Leonardo di Caprio no filme, Cameron pode considerar-se o rei do mundo -pelo menos, do mundo do cinema comercial. Conseguiu este novo recorde em apenas um mês.

“Já o Titanic demorou sete meses até atingir o lugar de filme mais lucrativo de sempre. Na verdade, foi número um durante quinze fins-de-semana consecutivos, foi uma verdadeira maratona, comparando com o sprint que fez Avatar ao bater o recorde anterior”, explica Carl Diorio, jornalista do Hollywood Reporter.

A contribuir para os mais de 1,85 mil milhões de dólares que o filme já arrecadou está o facto de ser exibido a três dimensões, o que encarece o preço dos bilhetes e gera receitas mais elevadas. A história pode repetir-se com o novo filme da saga Harry Potter, que deve também ser rodado em 3D.

Mas um clássico é sempre um clássico. Tendo em conta a inflação, o recorde continua a pertencer a “E tudo o vento levou”, a saga realizada em 1939 por Victor Fleming, que continua, 70 anos depois, a apaixonar cinéfilos de todo o mundo.