Última hora

Última hora

Dia internacional em memória das vítimas do Holocausto assinalado hoje

Em leitura:

Dia internacional em memória das vítimas do Holocausto assinalado hoje

Tamanho do texto Aa Aa

Há 65 anos, as tropas soviéticas libertavam Auschwitz.

Uma data que é assinalada hoje, naquele que foi o maior e mais terrível campo de extermínio do regime nazi, onde morreram mais de 1 milhão de judeus.

O primeiro-ministro israelita está na Polónia para prestar homenagem às vítimas do Holocausto. Ontem, em Varsóvia, Benjamim Netanyahu relembrou as novas formas de anti-semitismo, numa clara referência ao Irão, num encontro com o homólogo polaco.

Em Berlim, Angela Merkel falou perante sobreviventes do Holocausto e jovens alemães. A Chanceler alemã quer que o país mantenha na memória as atrocidades do nazismo.

“Nunca os esqueceremos e a mensagem “NUNCA MAIS”, não deve apenas ser gravada nas nossas cabeças, mas também nos nossos corações”, disse Merkel.

Na capital germânica está também Shimon Peres, que discursa hoje em hebreu, perante o Bundestag, o parlamento alemão.

Ontem o presidente israelita relembrou o Shoa na estação de comboios de Grunewald. Deste local saíram milhares de judeus rumo aos campos de morte.

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime de Adolf Hitler.