Última hora

Última hora

Momento solene em Auschwitz

Em leitura:

Momento solene em Auschwitz

Tamanho do texto Aa Aa

A chama da memória daqueles que morreram nos campos de extermínio nazis está bem viva.

Benjamin Netahyahu, primeiro-ministro de Israel rendeu uma homenagem aos milhões de judeus gaseados, queimados ou fuzilados em Auschwitz-Birkenau, no dia em que se assinalou o 65º aniversário da sua libertação.

Instalado na polónia ocupada em 1940, este campo da morte foi libertado a 27 de Janeiro de 1945 pelas forças soviéticas e é o símbolo do horror cometido pelo terceiro Reich.

Sobreviventes do holocausto, veteranos do exército vermelho estiveram lado a lado com personalidades ilustres como o presidente e o primeiro-ministro polacos, Lech Kaczinski e Donald Tusk.

Foram momentos solenes os vividos no ritual que assinalou a libertação do campo de Auschwitz. Homenagem ao sofrimento de homens mulheres e crianças, uma cerimónia para que jamais se esqueça que apenas neste local morreram 1 milhão de judeus.