Última hora

Última hora

Spyker promete salvar empregos na Saab

Em leitura:

Spyker promete salvar empregos na Saab

Tamanho do texto Aa Aa

“Viva a Saab!” – foi assim que o presidente da Spyker, Victor Muller, apresentou a boa nova aos empregados da Saab, na Suécia.

A empresa holandesa chegou a acordo com a General Motors para a compra da filial sueca. Além de garantir o negócio, a Spyker prometeu também manter todos os postos de trabalho.

O comprador promete independência total à Saab, depois da construtora sueca ter estado 20 anos na órbita da GM: “Penso que a SAAB vai florescer como empresa independente, porque é uma empresa muito individual, com fortes raízes na nação sueca”, diz Muller.

Ao fim de vários meses de negociações, a Spyker conseguiu assegurar a compra, numa altura em que a General Motors tinha já anunciado que ia pôr um ponto final nas actividades da Saab. Para o governo sueco, são boas notícias: “Esperemos que vá criar mais emprego, mas vai ser preciso trabalhar muito, porque a indústria automóvel global está numa posição muito difícil”, explica Maud Olofsson, ministra das Empresas e da Energia.

Para gerir a SAAB, a Spyker criou uma nova empresa, chamada Spyker Saab, mas as actividades das duas marcas vão continuar completamente separadas, até porque actuam em segmentos diferentes: a Spyker fabrica carros desportivos de luxo, de que são produzidas apenas algumas dezenas por ano.