Última hora

Última hora

Berlusconi: "Menos imigrantes igual a menos crimes"

Em leitura:

Berlusconi: "Menos imigrantes igual a menos crimes"

Tamanho do texto Aa Aa

Polémica em Itália após declarações de Silvio Berlusconi. Para o primeiro-ministro italiano, menos imigrantes é igual a menos crimes. A equação política foi apresentada ontem, durante um Conselho de Ministros para aprovar um plano contra a máfia, em Reggio Calabria, no sul do país.

“Uma redução do número de extracomunitários em Itália significa menos forças a preencherem as fileiras do crime organizado”, afirmou o chefe do executivo italiano. Mais tarde, na televisão, Berlusconi precisou que falava apenas dos imigrantes clandestinos.

Mas a frase caiu mal e a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados em Itália manifestou-se revoltada por Berlusconi estigmatizar os imigrantes.

Quanto à oposição, o Partido Democrata fala em racismo. “As declarações são muito graves, é um incitamento ao racismo. Por outro lado, são infundadas porque os imigrantes que vivem no nosso país são necessários para a nossa economia”, afirmou Livia Turco.

Este mês, a cidade de Rosarno, no sul, foi palco de violentos confrontos raciais. Dois imigrantes africanos foram alvejados e os trabalhadores sazonais responderam com carros incendiados e lojas vandalizadas. Os residentes contra-atacaram e pelo menos 70 pessoas ficaram feridas. O governo decidiu, então, levar mil imigrantes para cidades periféricas.